A Vocação Missionaria

Como Abrão e Paulo somos chamados para Deus a sair e ir longe das nossas terras para realizar o projeto de Deus:
 
"O Senhor disse a Abrão: Deixa tua terra, tua família e a casa de teu pai e vai para a terra que eu te mostrar. Farei de ti uma grande nação; eu te abençoarei e exaltarei o teu nome, e tu  serás uma fonte de bênçãos. Abençoarei aqueles que te abençoarem, e amaldiçoarei aqueles que te amaldiçoarem; todas as famílias da terra serão benditas em ti. Abrão partiu como o  Senhor lhe tinha dito”. (Gênesis 12: 1-4, Tradução da Bíblia Ave Maria) 
 
A Paulo que queria evangelizar os Judeus, Jesus disse: "Vai, porque eu te enviarei para longe, às nações" (Atos dos Apóstolos 22, 21, Tradução da Bíblia Ave Maria)
 
Somos apóstolos, enviados por Cristo para realizar o projeto de Deus.
 
 
A espiritualidade missionaria:
Os elementos fundantes de uma vivência e de uma autêntica espiritualidade missionária são:

  1. o discipulado, como caminho no seguimento de Jesus, aprendendo e praticando as bem- aventuranças do Reino (cf. Documento de Aparecida 139);
  2. o envio missionário, como saída de si e despojamento radical por causa do Evangelho (cf. Mc 6,8; 10,29);
  3. a proximidade, como encontro com os pobres e os outros, na dinâmica do Bom Samaritano (cf. Lc 10,29-37; Documento de Aparecida 135);
  4. a universalidade evangélica, como abertura “a todas as culturas e todas as verdades, cultivando nossa capacidade de contato humano e diálogo” (Documento Aparecida 377).

(Cf. MISSÃO E COOPERAÇÃO MISSIONÁRIA Orientações para a animação missionária da Igreja no Brasil Conselho Missionário Nacional – Brasil Brasília, 7 de março de 2015 n.28)

A Consagração

A Consagração Missionária na Sociedade se faz por meio de uma solene promessa sob a fé do juramento. A fórmula do juramento é, para todos os membros, a seguinte:
“Em presença de meus irmãos reunidos e de vós, ó Pai, eu, ....., faço o juramento sobre os Evangelhos de me consagrar de agora em diante e até a morte (ou: por três anos) à missão da Igreja na África segundo as Constituições da Sociedade dos Missionários da África,colocada sob a proteção de Maria Imaculada, Rainha da África. Em consequência, eu prometo e juro ao Superior Geral da Sociedade fidelidade e obediência em tudo o que diz respeito à prática da Caridade apostólica e à vida comum. Além disso, eu prometo e juro observar o celibato por causa do Reino.”
 
Pelo juramento na Sociedade:
• o missionário se consagra a seguir a Cristo;
 
• ele põe sua vida, sob todos os seus aspectos, a serviço do Evangelho e da missão na Sociedade;
 
• ele promete ao Superior Geral obedecer em tudo o que diz respeito à prática do apostolado e da vida em comum;
 
• ele se compromete a viver com seus irmãos um estilo de vida simples;
 
• ele assume livremente o celibato por causa do Reino;
 
• Pelo juramento perpétuo, ele promete manter fielmente este compromisso até a morte.